.:: ALPS ::.

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Olá, Boa tarde!   Sábado, 19 de Abril de 2014
 
Quem Somos
 
Associação de Luta e Promoção Social Jardim Robrú e Adjacências nasceu a partir das lutas e reivindicações dos moradores do Jd. Robrú, Curuçá, e adjacências.
Com ação concreta na defesa e no compromisso com as crianças e adolescentes. Teve inicio na Igreja do Jd. Robrú em São Miguel a partir do ano de 2000 e fortaleceu-se criando raízes na lutas pela criação dos Conselhos Tutelares da região, participando dos fóruns regionais e locais, Sua fundação se deu na Igreja Santa Rita de Cássia, com várias entidades de classe, onde o
trabalho foi intensificado, com o objetivo de acompanhar, articular e organizar os trabalhos com as crianças e adolescentes do Jd. Robrú e Vila Curuçá, e seu próprio Conselho Tutelar.
Portanto a proposta da Associação de Lutas e Promoção Social Jardim Robrú e Adjacências
são participar diretamente das decisões sobre políticas públicas relativas ao atendimento da população infanto juvenil e dos programas de atendimento e orientação à população, além de defender, e denunciar quando os direitos das crianças e adolescentes forem violados.
O Objetivo central da Associação é atuar na defesa dos adolescentes, sujeitos de direitos, de acordo com o E.C.A. (Lei Federal 8.069), intervindo nas questões ligadas à violação dos direitos da população infanto-juvenil. Capacitação de pessoas e comunidades para tomarem decisões e agirem diante da ameaça ou violação dos direitos, com a perspectiva de minimizar a violência contra as crianças e adolescentes em situação de carência da Região que abrange diretamente os bairros de São Miguel e Itaim Paulista, a partir da sensibilização e envolvimento das comunidades e entidades locais.
A alps tem parcerias com a Ação Comunitária Paroquial do Itaim Paulista, Movimento de Moradia da Zona Leste, Banco de Alimento (ceagesp São Paulo), eventualmente a entidade realiza eventos com apoio da comunidade.

Missão:
Promover e estimular a autonomia, a cidadania e o protagonismo das crianças, adolescentes e adultos.

Visão:
Ser referencia social e educacional transformando crianças, adolescentes e adultos cidadoes autônomos e protagonistas de sua própria história

Valores:
Companheirismo por meio dos trabalhos em equipe e parcerias
Respeito com nossos colaboradores e com nosso sujeito de ação
Ética e Transparência nas ações da gestão
 
Propiciar o desenvolvimento da identidade individual e coletiva, visando a autonomia da criança valorizando suas vivências, o diálogo, incentivando a criatividade:
Em curto prazo: Buscamos acolher as crianças, de forma que se sintam seguras e queridas e possam interagir com as crianças e adultos com as quais passarão a conviver diariamente.
Em médio prazo: Buscamos acolher as Famílias e conscientizá-las da importância do seu papel na formação da criança.
Em longo prazo: Buscamos o desenvolvimento integral das crianças, a fim de que as mesmas se reconheçam enquanto sujeitos de direito:
Possibilitar a criança um espaço que favoreça a ampliação de seus horizontes, onde aprenderá a compartilhar e dividir espaços e brinquedos, estimular suas curiosidades e diversificar suas experiências.
Propiciar condições que contribuam para boas condições de saúde e bem estar, bem como favorecimento do desenvolvimento global da criança.
Criar condições para que a família e escola se integrem numa relação de cooperação em prol do desenvolvimento das crianças.
 
O CEI Ser Feliz entendido como espaço coletivo privilegiado de vivência da infância, visa contribuir para a construção da identidade social e cultural das crianças, fortalecendo o trabalho integrado do cuidar e do educar, numa ação complementar à da família e da comunidade objetivando proporcionar condições adequadas para promover educação, proteção, segurança, prevenção, promoção e proteção a infância.
Nossa finalidade é possibilitar o desenvolvimento das crianças nas dimensões humanas, afetivas, motora, cognitiva, social, imaginativa, lúdica, estética, criativa, expressiva e lingüística, através de jogos, brincadeiras e atividades planejadas de acordo com as orientações curriculares de Educação Infantil de 2007.
 
A concepção de Educação Infantil da Entidade é a de que a unidade de educação infantil deve contribuir para a construção da identidade social e cultura das crianças, entendendo que todo cuidado educa e que toda educação cuida,atuando em ação complementar a da família, concebendo a criança enquanto um sujeito de direito. A unidade de educação infantil não objetiva a antecipação ou preparação para o ensino fundamental, nem tampouco a compensação de carências, mas, sobretudo constitui-se como um espaço coletivo de relações múltiplas entre crianças e adultos, através das quais é possível ampliar experiências, enfrentar desafios fomentar a criatividade, a cooperação, a solidariedade, a autonomia e a cidadania, oportunidade a voz e a vez das crianças, desde as mais pequeninas.
Ressalta-se a importância da organização dos agrupamentos, que devem oportunizar a interação de crianças de diferentes idades em situação e espaços intencionalmente preparados pelos (as) educadores (as),no sentido de viabilizar a troca,a diferenciação do eu do outro,do coletivo e do individual,favorecendo a construção da identidade,autonomia,do conhecimento e da cultura infantil.
Lembrando Vygotky, “O ser humano cresce num ambiente e a interação com outras pessoas é fundamental a seu desenvolvimento”.
 
A região de São Miguel Paulista e adjacências concentram um grande número de famílias empobrecidas devido à exclusão social, havendo também uma grande demanda de crianças sem locais adequados para recebê-las, pois as creches da região não conseguem atender a essa demanda.
Considerando os problemas que atingem as crianças desta região torna-se indispensável à implantação de um novo espaço onde receberão condições de uma prática de ensino para auxiliá-las no desenvolvimento.
Na Região há alguns serviços públicos, na área da Saúde, Lazer e Cultura. As características das habitações no entorno do C.E.I. são de bom porte com bom acabamento, porém a um quarteirão do seu entorno, há um córrego e muitas casas em condições precárias bem como uma favela. Na área de saúde há um posto de saúde na Vila Jacuí, CRI (Centro de Referência do Idoso) localizado na Praça Aleixo Monteiro Mafra, Hospital Particular (Carlos Chagas), Praça para área de lazer ma Vila Pedroso.
 
A articulação do CEI com a comunidade e com a família acontecerá com a inclusão dos mesmos nos projetos pedagógicos de maneira direta e indireta.Além do trabalho educativo com a comunidade, por meio de palestras e do desenvolvimento do trabalho pedagógico, a participação de voluntários parceiros se faz importante para a prática educacional.A participação da comunidade e dos pais se dará por meio das reuniões, das festas, com as datas comemorativas e aniversários.
 
 
 
 
 
 
 
 
ALPS. Todos os Direitos Reservados.